ergonomia

Ergonomia no trabalho: você precisa saber mais sobre ela

Como está a sua ergonomia no trabalho? Você senta com a postura alinhada? A tela do seu computador está localizada em uma distância que auxilia ou prejudica sua visão? A altura da cadeira está correta? Seu ambiente de trabalho é silencioso? Todos esses fatores precisam ser levados em consideração ao escolher o local para exercer seu home office.

Nem todas as pessoas sabem, mas existe um estudo que relaciona o homem ao seu espaço laboral, também conhecido como ergonomia. Tal estudo está ligado ao conforto durante o exercício de suas funções e a prevenção de qualquer imprevisto capaz de provocar acidente ou doença específica pelo tipo de atividade executada. Por exemplo, a má postura ou movimentos repetidos podem causar doenças que afetam não só o desempenho das funções, como também a saúde a longo prazo.

Será que ergonomia no trabalho tem alguma ligação com relação coma produtividade? 

 

A resposta é sim! Pesquisas comprovam que o bem-estar no trabalho influencia diretamente na eficiência e produtividade. O assunto é tão sério e complexo que existe não só um, como três tipos de ergonomia: organizacional, cognitiva e física.

A ergonomia organizacional está ligada aos processos de gestão e comunicação do modo de trabalho, a cognitiva envolve os processos mentais de tomadas de decisões, raciocínio, criatividade, memória, estresse. Aqui, abordaremos as duas vertentes que qualquer trabalhador, seja colaborador ou profissional autônomo, pode cuidar para seu bem-estar: a física e cognitiva.

 

Em tempos de pandemia, algumas foram inteiramente afetadas com as mudanças radicais ocorridas como, por exemplo, o distanciamento social. As pessoas tiveram que transformar ambientes domésticos que não estavam preparados para receber a função de home office e o improviso foi a solução para o trabalho remoto, comprometendo não só a saúde física, como também o rendimento de produtividade. 

No entanto, nem todos tem condições financeiras e de espaço para conseguir montar um ambiente propício para o home office. E se adequar às boas práticas de ergonomia, então? Nisso nem se fala. 

O assunto vai além do que imaginávamos 

Você sabia que há medidas ideais nas posições dos móveis e dispositivos (computador, mouse, entre outros), capazes de influenciar o modo de trabalho, podendo evitar dores e patologias como, por exemplo, tendinites, torcicolos, que são bem comuns a quem passa o dia inteiro dentro de escritórios?

Por tal razão, apontamos que escolher um ambiente agradável que propicie qualidade e tranquilidade para se exercer o trabalho remoto é essencial. Muitas das vezes, quem divide sua residência com outras pessoas, não encontra silêncio necessário, tampouco consegue se abster dos incômodos diários.

Quando o ambiente doméstico estiver prejudicando sua relação com a rotina de trabalho, o melhor a se fazer é procurar uma opção mais confortável e especializada como um espaço de coworking, por exemplo. 

Um espaço de coworking pode mudar sua rotina de trabalho 

Ambientes de coworking apresentam mais privacidade e qualidade na estação de trabalho do que muitos ambientes domiciliares. 

Além da falta de ergonomia perfeita e distrações, realizar o trabalho dentro de casa apresenta uma confusão mental sobre o lar na sua configuração “local de descanso” e “local de trabalho”.

Segundo  uma pesquisa realizada pela Globant, 84% dos colaboradores tiveram alteração no sono, 49% queda na produtividade e 67% não conseguem separar trabalho da vida pessoal depois de adotarem uma rotina inteiramente dentro de casa. Essa faceta do home office quase nunca é explanada por empresas, uma vez que resultados no rendimento para elas cresceu muito.

Ou seja, estar num ambiente não domiciliar para exercer suas funções profissionais pode melhorar consideravelmente a qualidade de vida. Ao escolher um novo espaço, como o Work Place Coworking, por exemplo, uma nova motivação se inicia. Além disso, também é possível realizar uma divisão mais justa do tempo, evitando que o trabalho seja realizado em tempo superior ao despendido após um momento de baixa produtividade.

Ademais, a utilização de espaços que atendem perfeitamente as medidas propostas pelo estudo da ergonomia com a qualidade e segurança necessária, sem custo de reformas descabidas no seu lar é um jeito prático, inteligente e eficiente de investir no próprio bem-estar de hoje e do futuro.

Gostou de saber sobre a ergonomia? Está precisando de um espaço para melhorar a produtividade? Se você acredita que sim, aqui no Work Place Coworking a gente oferece vários planos para o seu negócio! Saiba mais clicando aqui.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima