Veja quais as tendências de consumo para 2019

O comportamento do consumidor está sempre em constante mudança. Por isso, as marcas, empreendedores e todo o mercado precisam ficar atentos a essas mudanças de comportamento e se adaptar a elas. Criando novas formas de comunicação com o público, novas ideias e inovando nos seus negócios.

Recentemente o Sebrae/PR preparou um caderno com as principais tendências de consumo para 2019 e que devem influenciar o mercado durante alguns anos.

Listamos aqui 10 destas tendências para você colocar em prática na sua empresa ou negócio. Confira!

 

1 – NEGÓCIOS RESPONSÁVEIS

 

 

Com cada vez mais problemas ambientais no mundo, o consumidor está começando a cobrar mais das marcas e empresas a responsabilidade social. Procurando assim, marcas que demonstrem uma preocupação e posicionamento ético perante aos problemas ambientais, oferecendo produtos mais sustentáveis e saudáveis. Um exemplo, são restaurantes que não oferecem mais canudos plásticos e passam a oferecer canudo de papel biodegradável, reduzindo o número de plástico descartados na natureza.

 

2 – BLOCKCHAIN DE OPORTUNIDADES

 

Um sistema que propõe maior transparência e descentralização na distribuição de dados em rede é chamado de Blockchain. Esse sistema possibilitou a criação do Bitcoin, uma moeda digital que tem tudo para revolucionar o mercado financeiro.

Esta tecnologia também permite rastrear fontes de notícias confiáveis, registro de votos, registros realizados em cartórios, etc. É importante começar a estudar formar de utilizar o blockchain em favor do seu negócio.

 

3 – CAÇA AO DESCONTO

 

 

Os consumidores estão buscando cada vez mais ofertas, preços baixos e bons descontos. Exemplos que seguem essa tendência são brechós (forma de consumo sustentável e barata), lojas que oferecem mercadorias com prazo de validade reduzido, compras coletivas. O desafio é pensar para o seu negócio formas de inovação social seguindo o modelo de descontos e ofertas.

 

4 – CONSUMO ON-THE-GO

 

 

Com o dia a dia cada vez mais corrido e ocupado, as pessoas estão buscando soluções rápidas e que otimizem seu tempo. Exemplos são aplicativos que entregam comida, supermercados que entregam em casa, marcação de consultas médicas online. Tudo isso facilita a vida e a rotina dos consumidores que não precisam parar suas tarefas para ligar para um consultório, por exemplo ou perder tempo no trânsito para ir ao supermercado. Buscar promover essa facilidade ao seu público é essencial para o crescimento da sua empresa.

 

5 – CO-LIVING: ESPAÇOS INTEGRADOS E SOCIAIS

 

 

Formas de vida mais minimalistas e flexíveis estão em alta e vem ganhando popularidade entre as pessoas. Para 2020, a previsão é que o mercado de trabalho autônomo nos EUA chegue a 40% de trabalhadores. Desta forma, a procura por espaços de Coworking e espaços sociais de residências e hospedagem compartilhados (co-living) irão crescer e proporcionar ao consumidor uma nova experiência de moradia e trabalho.

6 – EMPODERAMENTO COLETIVO

 

 

Grupos menos favorecidos e com representatividade mínima na sociedade anteriormente, vem ganhando destaque em revistas, propagandas, etc. Falam de suas diferenças e mostram que é muito necessário a representatividade.
Estes consumidores geralmente buscam consumir e seguir empresas que se mostrem preocupadas em mudar sistemas, através de uma sociedade livre de preconceitos e mais igualitária.

Por isso, as empresas precisam saber se comunicar com seus consumidores, buscando uma representação de todos os grupos sociais.

 

7 – GLOCALismo

 

 

Negócios locais e pequenas empresas ganham um público cada vez maior. São pessoas que procuram por exclusividades e optam por produtos e serviços locais que demonstrem narrativas familiares. Um exemplo são pequenos produtores que produzem peças artesanais ou oferecem produtos orgânicos, plantados em uma pequena fazenda.

 

8 – ESCAPISMO

 

 

Com o avanço da tecnologia e o excesso de informação, as pessoas estão cada vez mais ansiosas e estressadas. Tanto que no Brasil há a maior taxa de transtorno de ansiedade do mundo.
Este cenário apresenta a urgência de que empresas comecem a se mostrar mais preocupadas com a saúde mental de seus colaboradores e clientes, oferecendo experiências de relaxamento, como meditação e atividades introspectivas.

Esta também é uma oportunidade de abrir espaços de SPA, centros meditativos, formas que farão as pessoas fugirem da rotina e melhorar sua saúde e bem-estar.

 

9 – CULTURA DO COMPARTILHAMENTO

 

 

O compartilhamento diário está no seu maior auge! As pessoas estão documentando suas vidas e compartilhando seus momentos rotineiros cada vez mais e inspirando outras pessoas. Desta forma, as empresas podem ter essa cultura como uma oportunidade para melhorar sua forma de comunicação e até incentivar seus consumidores a compartilhar momentos dentro de seu negócio, seja ele um restaurante, uma loja e demais tipos de estabelecimentos.

Para além disso, a cultura do compartilhamento envolve casas compartilhadas, aplicativos de caronas, aluguel de roupas e equipamentos. Mostrando o quanto os consumidores estão em busca de reduzir custos e desperdícios.

 

10 – MARKETING SENSORIAL

 

 

Com o marketing sensorial é possível atingir seu consumidor – como o próprio nome sugere – de forma sensorial. Oferecendo a estas pessoas experiências que estimule seus sentidos, como por exemplo, um carpete confortável no interior de um provador de loja, uma fragrância especifica aplicada em lojas. Podendo também, criar estímulos visuais e sonoros.

Pense em formas como a sua empresa pode utilizar o marketing sensorial, seja ela online (através do visual) ou física.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Open chat